CAIXA FAZ SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS CURSANDO NÍVEL MÉDIO OU SUPERIOR


Quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017 às 12h03
Caixa Econômica Federal abre Processos Seletivos para Estudantes de todo o Brasil
Destinados a formar reserva técnica de Estagiários com nível médio, técnico e superior dois novos Processos Seletivos são realizados pela Caixa Econômica Federal.
Para os estudantes que estejam cursando Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Ensino Médio; ou Técnico em Finanças, Secretariado e Administração integrados ao Ensino Médio, as oportunidades são para cidades dos seguintes estados: Acre; Amapá; Amazonas; Pará; Rondônia; Roraima; Tocantins; Alagoas; Bahia; Ceará; Maranhão; Paraíba; Pernambuco; Piauí; Rio Grande do Norte; Sergipe; Brasília; Goiás; Mato Grosso; Mato Grosso do Sul; Espírito Santo; Minas Gerais; Rio de Janeiro; São Paulo; Paraná; Rio Grande do Sul; e Santa Catarina. 
Fonte: https://www.pciconcursos.com.br
Inscrições pelo site: http://www.ciee.org.br

SUPLETIVO GRATUITO EM ROLÂNDIA

MATRÍCULAS PARA O CURSO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA)


A Secretaria de Educação comunica que estão abertas as matrículas para o curso de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Na modalidade de ensino com carga horária menor que o regular (2 anos ou menos).

Oferta no município:
1ª a 5ª séries com certificação.
O curso é estruturado em 2 etapas: Etapa I  e  Etapa II
A matrícula e certificação podem ser feita a qualquer época.
O Aluno avaliado e matriculado na etapa em que se encontra, não precisando necessariamente cumprir as 2 etapas para ser certificado.
Escolas municipais com oferta:
Arthur da Costa e Silva - das 19h às 22h
Maria do Carmo Campos Manhã, tarde e noite
São Fernando - das 19h às 22h
O aluno deverá comparecer na Secretaria da escola no período diurno ou a noite a partir das 19h levando os seguintes documentos:
-Cópia do CPF, RG Certidão de Casamento ou Nascimento, Comprovante de Residência (Talão de luz)
-Histórico escolar (se tiver) e já começar a frequentar a aula.
O curso é presencial, isto é, o aluno tem que ir para a escola todos os dias.
Já para 5ª a 8º série e Ensino Médio e ainda 6ª a 9ª série e Ensino Médio, o COLÉGIO ESTADUAL PE. JOSÉ HERIONS na Grande Vila Oliveira e Colégio Presidente Kennedy no Centro da Cidade ofertam essas modalidades.
O aluno deve procurar a secretaria desses Colégios no período noturno, levando os seguintes documentos:
- Cópias dos documentos pessoais;
-Histórico Escolar de 4ª série;
-Comprovante de residência (talão de luz)
- 2 Fotos 3x4. 

Fonte: http://www.rolandia.pr.gov.br

ÔNIBUS COLETIVO DE GRAÇA E COM WI-FI

Parece mentira, mas isso é realidade na cidade de Ivaiporã, norte do Paraná, com cerca de 32 mil habitantes. Lembrando que um tempo atrás praticamente Rolândia ficou sem transporte coletivo. Na época, os proprietários da empresa disseram que não compensava explorar o serviço na cidade. Será que por aqui não daria pra ser igual a Ivaiporã? Creio que daria. Com a palavra nossas autoridades.

CONCURSO IFPR 2017


Uma nova oportunidade pra quem deseja conquistar um emprego público. O IFPR, Instituto Federal do Paraná está novamente com as inscrições abertas para concurso público visando a contratação de novos servidores.

As vagas são para TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃOPROFESSOR DO ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO

REFORMA PREVIDENCIÁRIA

Reforma da Previdência: entenda o que pode mudar na sua aposentadoria
Imagem do site http://www.news.com.au/
210
Do UOL, em São Paulo
06/12/201613h53
 Ouvir texto

0:00
 Imprimir Comunicar erro
·         Getty Images
O governo apresentou seu projeto de reforma da Previdência. Pela proposta de emenda constitucional, a idade mínima para se aposentar será de 65 anos, com pelo menos 25 anos de contribuição à Previdência. Mas, na prática, para receber 100% do valor, será preciso contribuir por 49 anos, mesmo que tenha atingido os 65 de idade.
·         1Considera que algumas coisas devem mudar mesmo, mas discorda de outras
Saiba mais
53,36%
·         2Acredita que nada deveria mudar
Saiba mais
25,54%
·         3Acha inevitável
Saiba mais
18,93%
·         4Não sabe das novas regras
Saiba mais
1,45%
·         5Não se preocupa porque tem outras rendas
Saiba mais
0,71%
36.115 votos
O projeto ainda vai ser analisado pela Câmara e pelo Senado e só deve entrar em vigor em 2017.
A regra passa a ser a mesma para homens e mulheres. As mudanças valem para trabalhadores de empresas privadas, servidores públicos e políticos. Militares ficam de fora.
Quem já tiver tempo de aposentadoria pelas regras atuais não é prejudicado, mesmo que não tenha dado entrada nos papéis.
http://t.dynad.net/pc/?dc=5550001892;ord=1481111418476https://t.dynad.net/pc/?dc=5550001577;ord=1481111424789
Trabalhadores mais velhos vão ter uma regra de transição, mais benéfica: homens com 50 anos ou mais e mulheres com 45 anos ou mais só terão de trabalhar 50% a mais do que falta hoje para sua aposentadoria. Se faltarem dois anos, trabalhariam três, por exemplo.
Entenda a seguir os principais pontos da reforma da Previdência:
QUEM SERÁ AFETADO
http://imguol.com/c/noticias/cf/2016/12/06/previdencia-09-1481044803028_615x111.png
Homens com menos de 50 e mulheres com menos de 45 anos
Devem se aposentar usando as novas regras.
Homens com 50 anos ou mais e mulheres com 45 anos ou mais
Terão uma regra de transição mais suave:  vão trabalhar 50% a mais que o tempo que falta para se aposentarem. Por exemplo: se faltavam 2 anos para a aposentadoria, trabalharão 3 anos.
QUEM NÃO SERÁ AFETADO
http://imguol.com/c/noticias/4f/2016/12/06/previdencia-10-1481044853330_615x111.png
Quem já está aposentado
Quem já recebe aposentadoria ou pensão já tem direito adquirido, ou seja, não vai terá nenhuma mudança no valor de seu benefício.
Quem já puder se aposentar até a aprovação da reforma
Não será afetado pelas mudanças, mesmo que não tenha dado entrada no pedido de aposentadoria. Isso vale até que as mudanças sejam aprovadas pelo Congresso e passem a valer, o que não tem data definida para acontecer.
Ou seja: quem já atingiu as condições para se aposentar, ou atingir até que a lei entre em vigor, não precisa correr para pedir a aposentadoria. Essa pessoa vai se aposentar com as regras atuais.


IDADE MÍNIMA
http://imguol.com/c/noticias/a0/2016/11/10/previdencia-01-1478786378207_615x111.png
Como é hoje
Não há idade mínima para a aposentadoria por tempo de contribuição. A exceção é a aposentadoria por idade: 65 anos (homem) e 60 (mulher).
O que foi proposto
Idade mínima para todos: 65 anos. Sobe no futuro, gradativa e automaticamente quando aumentar a expectativa de vida após 65 anos. A previsão do governo é que 
até 2060 chegue a 67 anos de idade mínima.


HOMENS E MULHERES FICAM IGUAIS
http://imguol.com/c/noticias/13/2016/12/06/previdencia-11-1481044919855_615x111.png
Como é hoje
Mulheres se aposentam cinco anos antes que os homens.
O que foi proposto
As regras passam a ser as mesmas para homens e mulheres: todos precisam de pelo menos 65 anos de idade e 25 de contribuição.


TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO
http://imguol.com/c/noticias/d4/2016/11/09/previdencia-02-1478724093327_615x111.png
Como é hoje
Mínimo de 15 anos para quem se aposenta por idade. Quem se aposenta por tempo de contribuição, são 35 anos (homens) e 30 anos (mulheres).
O que está na proposta
Mínimo para todos: 25 anos (mas para receber 100%, 
na prática terá de ser 49 anos)


CÁLCULO DO VALOR
http://imguol.com/c/noticias/4c/2016/12/06/previdencia-03-novo-1481044735944_615x111.png
Como é hoje
O valor depende do tipo de aposentadoria (se é por idade ou por tempo de contribuição, por exemplo) e também do tempo que a pessoa trabalhou. É possível conseguir o valor integral com tempo de contribuição de 35 anos (homens) e 30 anos (mulheres), caso se enquadre nas 
regras do 85/95.
O que está na proposta
Quem cumpre os prazos mínimos (65 anos de idade e 25 anos de contribuição) não ganha aposentadoria de 100% de seu salário, mas apenas 76%. Para chegar aos 100%, é preciso trabalhar mais: ganha 1 ponto percentual por ano de trabalho adicional. Por exemplo: se contribuiu 30 anos (5 anos além dos 25 obrigatórios), vai ganhar cinco pontos percentuais e ficar com 81% da média de salário (76% + 5). 
Para ganhar 100%, será preciso contribuir por 49 anos.


SERVIDORES PÚBLICOS E POLÍTICOS
http://imguol.com/c/noticias/e0/2016/11/09/previdencia-05-1478725085425_615x111.png
Como é hoje
Servidores públicos e políticos têm regras próprias de aposentadoria, diferentes de quem se aposentou trabalhando em empresas privadas. 
O que está na proposta
Os funcionários públicos passarão a seguir as mesmas regras que os trabalhadores de empresas. Entre elas, a idade mínima de 65 anos e a necessidade de contribuir por 49 anos para receber o valor integral.


MILITARES
http://imguol.com/c/noticias/6f/2016/11/10/previdencia-06-1478787221735_615x111.png
A reforma da Previdência não inclui os militares, que têm e continuarão tendo regras próprias para aposentadoria. O governo afirma que deve elaborar um projeto de lei separado para também mudar as aposentadorias deles. 


PENSÃO POR MORTE
http://imguol.com/c/noticias/f3/2016/11/09/previdencia-07-1478725172473_615x111.png
Como é hoje
Uma pessoa pode acumular pensão por morte e aposentadoria. O valor não pode ser menor do que o salário mínimo.
A pensão é 100% do valor da aposentadoria que o morto recebia ou a que teria direito se fosse aposentado por invalidez.
O que está na proposta
Não pode acumular pensão e aposentadoria, é preciso escolher um dos dois. Ela pode ser menor do que o salário mínimo.
A pensão deve ser de 50% da aposentadoria do morto, mais 10% por dependente. Mesmo que não tenha filho, o cônjuge vivo conta como dependente, ou seja, no mínimo, a pensão de 60%. O máximo é 100%.
Quando o filho ficar maior de idade, os 10% dele param de ser recebidos. Por exemplo: se o morto deixou uma viúva e um filho, eles recebem 70% até esse filho ficar maior de idade. Quando isso acontecer, a viúva passa a receber 60%.