Sobre a Venda de Terrenos Públicos de Rolândia - Parte II


Vendo a Tabela, você perceberá que algumas linhas estão grifadas. Fui vendo uma a uma, e observando cada localidade, e mentalmente lembrando o que ainda falta e poderia ser construído, ainda que futuramente. Observei que:

Alguns lotes do Jardim Califórnia se somados chegam a 4.500 m². Se for a área que imagino ser, poderia abrigar uma quadra poliesportiva, praça com playgroud e mini-bosque. Na região já existe Posto de Saúde, Escola e Creche, no Jardim Santiago.

No Monte Carlo I, são mais de 5.000 m². Também poderia abrigar uma quadra poliesportiva, praça com playgroud e mini-bosque. A região conta com escola, mas ainda não possui creche.

Jardim das Américas. Futuramente, o governo do estado construirá um Colégio/Escola Estadual. Eis um bom motivo pra não vender esses mais de 10.000 m².

Jardim do Café. Essa área também dá para abrigar uma quadra poliesportiva, praça com playgroud e mini-bosque. O bairro é próximo ao Parigot de Souza, que já têm escola, creche e posto de saúde.

Jardim Nobre. Mais de 4.000 m². Na minha modesta observação, é uma das áreas que mais crescem, e a menos coberta pelo poder público. Agora que essa localidade contará com uma unidade de saúde. Mas ainda faltam escola, creche, quadra poliesportiva, praça com playgroud e mini-bosque.

Jardim Cidade Verde. Embora composta por moradores de classe média, ainda não conta com quadra poli- esportiva, praça com playgroud e mini-bosque.

Na área reservada do Jardim Pioneiros poderia abrigar uma quadra poliesportiva, praça com playgroud e mini-bosque. Pertence a região do Jardim Santiago, que não conta com área de lazer.

Jardim Tapajós, mais de 1.000 m² em "jogo". Bairro pertencente a Vila Oliveira, que possui toda a estrutura de uma pequena cidade. Porém, o local poderia abrigar um "Feiródromo" para abrigar a Feira de sábado da Vila, que obstrui uma das vias de maior movimento do bairro.

Proxima
« Anterior
Anterior
Próximo Post »