Rolândia e o crescimento vertical

Quer medir se o país está se desenvolvendo economicamente bem? É só observar se a cidade em que você vive está crescendo "verticalmente".
Rolândia, assim como outras cidades brasileiras de pequeno porte, ficou por vários anos sem novos empreendimentos imobiliários desse gênero. É claro que inúmeros bairros, jardins surgiram para suprir a necessidade das classes C e D. Mas o que vemos agora, são inúmeros edifícios sendo construídos, ou em fase de implantação, para atender a nova e promissora classe média brasileira. 
Posso citar aqui como exemplos desse novo momento imobiliário que a cidade passa, os residenciais Canaã, Araucária, Munique e Vila Romana. E ainda no local do antigo Hospital Alemão, localizado no centro de Rolândia, na Rua Estilac Leal nº 593, será construído um prédio residencial de 12 andares com salas comerciais no térreo.

Mais do que conforto

Se antes morar em apartamento era para poucos e também uma forma de demonstrar "status social", hoje a intenção de quem busca esse tipo de imóvel é bem outra. Envolve além da praticidade de morar próximo ao centro da cidade, onde se encontra os maiores mercados, lojas, bancos e as melhores escolas da cidade. Esse morador busca além de tudo o que foi citado anteriormente,a sua segurança pessoal e de toda sua família.
Nos dias atuais, dificilmente alguém sai de sua casa sem pensar se a encontrará do jeito em que a deixou.

Proxima
« Anterior
Anterior
Próximo Post »