Será Que Vem Chumbo ?

FOTO: http://associacaoecologicarolandia.blogspot.com.br/2011/06/industria-de-chumbo-proximo-rios-de.html
E o assunto volta nas redes sociais de Rolândia. Mais uma vez ambientalistas e detentores do poder local entram num verdadeiro duelo verbal.
De um lado, ambientalistas contra a instalação de uma empresa que trabalhará com matéria prima de alto risco poluidor. De outro lado, as pessoas que de fato tem o poder de dizer sim ou não, desmentindo qualquer informação que dê conta que uma empresa de "chumbo" ou de baterias, está para se instalar na saída para Jaguapitã, Zona Rural de Rolândia.

Mais uma grande indústria?

Já postei aqui algum tempo atrás se realmente é necessário mais uma grande industria para Rolândia. Vou usar os mesmos argumentos:

1º Rolândia já tem grandes industrias que empregam de 400 a 1.000 funcionários; Big Frango, Silomax, Temperlandia, Riesa, Simbal, União, Corol, Dori, Itamaraty, Grajeiro, Plastimóveis e em breve a Selmi;

2º Estamos numa região que congrega o principal polo moveleiro do Paraná, Arapongas;

3º Se há desesseis anos atrás faltavam empregos, hoje faltam pessoas para trabalhar. E não é porque não tem gente disposta, é por conta da oferta de empregos que está relativamente alta;

4º Poucos dias atrás um carro de som estava circulando pela cidade anunciando vagas. Tem até cartazes colados por aí oferecendo oportunidades profissionais.

Não há necessidade disso. O povo quer é saúde de qualidade, lazer e segurança. 
Tenho amigos que já trabalharam em fábricas de baterias. Pouco tempo no ramo e ficaram com o sangue contaminado. Não precisamos de mais uma grande empresa e sim de incentivos para as que já existem. Essa empresa pode ser descartada que não fará falta alguma para nós!


Proxima
« Anterior
Anterior
Próximo Post »