ONDE JOGAR MEU LIXO?


Você já deve ter visto uma imagem igual a essa?

Quem costuma andar pelos bairros de Rolândia, perceberá que tanto nos bairros "Chic", quanto nos humildes, a quantidade de móveis, madeiras, galhos de arvores, sacos de lixo descartados em locais impróprios, como em terrenos baldios.
A grande maioria das pessoas acredita que isso é simplesmente falta de educação. Mas não diria que é somente isso. É também também por falta de tempo, dinheiro, informação e até de locais apropriados. 
Não é qualquer tipo de entulho que é recolhido pelo serviço público. É ilusão achar que com campanhas de conscientização, cartilhas e propagandas na TV, Rádios e jornais, irão resolver o problema. Ninguém tem coragem de filmar, tirar fotos e denunciar o "porcalhão".

O que pode ser feito então?

Ecopontos. O jeito é regularizar a situação. Explico: se em cada bairro da cidade deve existir pelo menos um terreno baldio, público ou privado, que serve de local de depósito de
lixo, por que não permitir, lógico que de maneira ordeira e responsável, um local assim?
Por mais estranha que pareça isso, nas grandes cidades já é comum. Rolândia, devido ao seu crescimento horizontal, necessita de algo pelo menos parecido.

Como seriam esses Ecopontos?

Espaços de aproximadamente 20 metros², sem cobertura, com piso de concreto, dividido em módulos de gêneros (ex: espaço para móveis, galhos, madeiras) cercado por baixo muro de 50 cm, com alambrado de 1,5 m de altura. O serviço de coleta ficaria responsável em recolher os descartes semanalmente.


Entulhos de construção civil

Hoje temos um ponto especifico que atende esse tipo de entulho, que fica próximo ao Jardim do Lago. Mas o ideal seria uma 

Abaixo, uma reportagem sobre o mesmo problema em São Carlos, São Paulo.






Proxima
« Anterior
Anterior
Próximo Post »